fbpx

Escrito por: Artigos Sem categoria

Saiba como falar bem em público – Neuro Oratória

Entenda como a Neuro Oratoria pode potencializar sua comunicação e gerar mais resultados em sua carreira profissional

3 passos para ter sucesso em sua oratória

O que é neuro oratória, qual a diferença da oratória clássica e como desenvolvê-la. A neuro oratória é considerada por muitas empresas uma das competências mais importantes para uma pessoa ter sucesso nos negócios. Mas por que esse destaque todo para a neuro oratória? Para entender melhor, vamos falar sobre oratória e sobre a nova oratória.

Você já deve ter ouvido falar em ”oratória, mas e ”neuro oratória, já ouviu falar? A oratória é a arte de falar em público e a ‘neuro oratória’ é a competência de falar em público de forma persuasiva e envolvente, construindo a sua apresentação em público de forma tão estratégica que a potencializa e muito, a chance da sua audiência se conectar com você e comprar a sua ideia!

Você sabe a importância da oratória? Entende o porque falar bem em público atualmente, é uma das habilidades mais requisitadas no mercado de trabalho? No post de hoje, conversaremos sobre técnicas para falar em público.

Afinal, engana-se quem pensa que oratória ou falar em público é necessário apenas quando está palestrando, dando uma aula ou uma entrevista, ou até mesmo participando de alguma conferência. NÃO! 

Oratória é a habilidade de conduzir as pessoas e ela é utilizada em várias áreas de nossa vida, como por exemplo: quando você quer propor um passeio diferente em família, ou apresentar um projeto na empresa que atua, ou ainda vender algum produto. Todas estas situações NECESSITAM de uma boa comunicação, de uma boa oratória.

Mas, você sabe quais são os tipos de comunicação? 

Existem dois tipos de comunicação: comunicação verbal e a não-verbal.

A comunicação não-verbal é quando o nosso corpo “fala”.

Para que você consiga compreender como funciona esta comunicação não-verbal, imagine-se no período dos homens das cavernas, como será que eles se comunicavam? Os homens das cavernas utilizavam o corpo para se comunicar e a entonação vocal.

Seja para colher frutas, ou para avisar de algum perigo, eles adotavam posturas diferentes para se comunicar dependendo da situação em que se encontravam, utilizando o corpo a seu favor. 

Agora, pense isso nos dias atuais, quando uma pessoa se sente insegura diante de algum desafio, como fica a comunicação não-verbal dela? Geralmente, ela adota uma postura mais fechada, isso porque o corpo é a expressão do que nós sentimos e pensamos. Vamos a alguns exemplos, a pessoa que vai falar em público mas está sentindo-se insegura, ela tende a ficar com as mãos nos bolsos, cabeça baixa, evitando olhar nos olhos da audiência e com uma respiração superficial e mais ofegante. 

Seja em uma palestra, aula, vídeo, quando for vender ou apresentar algum projeto, você precisa ficar atento ao seu corpo! Como ele tem se comunicado? Você tem passado uma mensagem de segurança, de responsabilidade e profissionalismo? Ou de insegurança e amadorismo? Fique atento(a)!

Entonação Vocal: como você tem trabalhado a sua?

Outro ponto de extrema importância quando falamos em público, é a ENTONAÇÃO VOCAL. 

A entonação vocal, é algo que dispara no cérebro da pessoa uma emoção de animação, por exemplo, ou de sono. Quando você vai conversar com alguém, você precisa estar ciente de qual emoção você quer disparar na pessoa. Dependendo de como você utiliza esta entonação, você pode transmitir uma emoção de empolgação, carinho, irritabilidade ou tristeza. 

Sempre que for se comunicar, pense em qual emoção você quer gerar no seu ouvinte e escolha qual entonação vocal é mais adequada para aquela situação. Quero destacar que quando falo ‘entonação vocal’, isso inclui o tom da voz, a velocidade e a intensidade. Eu posso dizer a frase “O que você está fazendo agora?” e passar uma mensagem completamente diferente dependendo da entonação, posso passar irritação, dúvida, raiva, curiosidade, enfim.

O terceiro ponto importante, quero destacar um ponto de atenção e cuidado na sua oratória. Algumas pessoas despreparadas e ou mal informadas, quando estão falando em público, pensam que precisam falar com vigor, força, com tom de voz mais forte o tempo todo e na prática não é bem assim que funciona em uma oratória de qualidade. 

Qual o resultado que deseja?

Busque entender e ter a clareza de qual resultado você deseja alcançar quando estiver se apresentando em público; e então, todas as estratégias escolhidas para a sua oratória devem estar ligadas a essa resposta. Lembre-se de se expressar usando da neuro oratória para gerar uma conexão profunda com seu público. Lembre-se também que na sua fala, terá momentos em que você precisará falar com mais vigor e velocidade, e momentos que precisará se expressar de forma mais sensível e pausadamente.

Analise o seu público, reflita sobre o resultado e utilize a entonação e a velocidade para ter uma oratória persuasiva e que gere muita conexão. Um bom orador, um bom palestrante, um bom professor, busca sempre um olhar analítico sobre a situação em que se encontra, para que consiga se comunicar de forma assertiva e estratégica.

E você? Como tem se comunicado? Qual postura você tem tido? Como tem utilizado a entonação vocal? Comece hoje, a desenvolver as habilidades de um bom orador. Acreditamos que toda informação para ser UAU precisa gerar uma ação. Assim, após ler este texto responda:  

Quais foram os 3 principais aprendizados?

Como transformar esses aprendizados em ações?

Bora fazer acontecer!

“Hoje melhor do que ontem, sempre!”

Atenciosamente, Gislene Isquierdo & Equipe UAU Dh

Revisão do texto: Renata Monteiro 

(Visited 36 times, 1 visits today)
Tags:, , , , Last modified: 26 de agosto de 2021