fbpx

Escrito por: Artigos

Quando o medo te trava… Como destravar?

Sentir medo é algo natural do ser humano. Toda pessoa que é emocionalmente saudável, sente medo de algo. Mas a pergunta é:

“Quando que o medo deixa de ser algo saudável e passa a ser algo prejudicial?”

O medo deixa de ser algo saudável e passa a ser algo prejudicial quando a pessoa que o sente, começa a perder oportunidades, começa a perder ‘vida’ por causa disso.

Vou dar alguns exemplos, mas antes gostaria de fazer algumas perguntas para contribuir no seu desenvolvimento!

Analise as opções abaixo e responda… Do que você tem medo?

A)    Medo de altura

B)    Medo de dirigir

C)    Fobia Social (Medo de interagir com as pessoas)

D)    Medo de animais (cobras, insetos, ou outros bichos)

E)    Medo de lugares fechados

F)    Medo de voar

G)   Medo de escuro

H)    Medo de sangue

I)      Medo de morrer

J)     Medo de falar em público

K)    Medo de ser rejeitado

Podemos até mesmo inferir que todo ser humano tem medo de ser rejeitado, esse é um dos maiores medos da humanidade. E esse medo está diretamente ligado a outros medos como o medo de falar em público.

Vamos aos exemplos.

O medo de falar em público passa a ser prejudicial quando a pessoa que o sente, deixa de se apresentar pois fica com receio de esquecer, de ter brancos, de passar vergonha, de errar, e com isso, ela começa a perder oportunidades profissionais.

A fobia social por sua vez, faz com que a pessoa deixe de conhecer novas pessoas, deixe de fazer amizades, networking, deixe de conhecer coisas novas. Isso interfere na sua autoestima, na sua autoconfiança e gera consequências desastrosas na carreira e também, na vida afetiva.

A psicologia afirma que para uma pessoa destravar do seu medo ela precisa, primeiramente, encará-lo. Chega de disfarçar, de fingir que você não tem esse medo. É preciso enfrentá-lo. Em segundo lugar, você precisa mudar o significado que esse medo tem na sua vida e gradativamente ir se expondo a situações onde você possa vencê-lo. E em terceiro lugar, mas nem por isso menos importante, você precisa ter o medo como seu conselheiro!

Mas afinal, ter o medo como conselheiro quer dizer o que?

Para facilitar, vamos a uma demonstração:

Uma pessoa que tem medo de falar em público, ela pode perguntar ao seu medo:

– “Medo, o que eu posso e devo fazer para falar bem em público?”

O seu medo, que é um sentimento nobre que quer te proteger dirá:

– “Para falar em público e não passar vergonha, você precisa preparar anteriormente, treinar a sua apresentação várias vezes… E ao falar, fazer gestos estratégicos com suas mãos, ter uma postura adequada, projetar sua voz para frente, olhar nos olhos da sua audiência e se movimentar pelo espaço”.

Agora é com você!

Entre em ação mesmo que sentindo medo! A coragem não é a ausência do medo… ela é simplesmente o ato de você entrar em ação mesmo que esteja com aquele frio na barriga!

(Visited 836 times, 1 visits today)
Last modified: 7 de maio de 2020